Muito obrigada. É só isto.

Atualizado: 13 de nov. de 2018

E já passaram 6 meses. Hoje, num dia especial e que me lembra a força que as mulheres têm.

A força que eu tenho. A força que a minha filha já tem. A força que todas temos perante não só as dificuldades como na vida em geral no que é hoje um Mundo virado (ainda) para os Homens.

Obrigada. Muito obrigada. É só isto.


Estes meses passaram a correr mas não poderia deixar de passar esta data sem agradecer a todas as pessoas que directa ou indirectamente contribuem e continuam a contribuir para este meu pedaço de partilha, para a pessoa que hoje sou, a todos aqueles que se sentem inspirados pelo que escrevo, aos que crescem comigo, aos que se desenvolvem, que aprendem. Aos que querem mais de mim e me fazem ter todos os dias vontade de dar mais de mim.


A todos aqueles que quebraram os seus ciclos, que querem saber mais, que procuram respostas e que sentem que este é um espaço onde são respeitados e acolhidos.

O mundo das alergias não é uma realidade fácil mas tem sido a nossa. Muitas vezes em silêncio, outras vezes em alto e bom som.


Ainda hoje passado 15 meses continuamos a lutar com alergias múltiplas que entretanto se intensificaram (foram detectadas mais alergias mas brevemente falarei sobre este tema) mas continuamos a acreditar que existe uma forma descomplicada de se viver, ainda que inseridos numa realidade que por vezes não é assim tão fácil.




Tem os seus dias e tem dias mais complicados que outros. Tem dias assustadores mas tem aqueles dias em que agradeço pelo meu conhecimento autoditata e a minha teimosia mais que persistente que me permitiu,e continua a permitir, encontrar o melhor diagnóstico para a minha bebé e fazer com que ela continue a desenvolver-se lindamente apesar de tudo.


Não sofremos quedas de peso, não sofremos diminuição do desenvolvimento cognitivo ou psicomotor,não temos que nos encharcar em medicação diária, não temos nenhuma historia de terror (daquelas que assustam só de pensar) para contar. Felizmente.


E felizmente não tivemos que passar por tudo isto porque desde cedo procurei respostas para aquilo que o meu coração de mãe dizia ser uma realidade. Porque sempre olhei para ela, em todo o sentido das palavras, procurei padrões, sintomas, estados de espírito.


Mas temos preocupações, diárias. Temos cuidados redobrados. Temos frustrações todos os dias. Eu e ela e temos medos.


Acredito que um dia tudo não passará “de uma fase”. Não para “poder comer”,porque apenas sente falta quem na realidade já experimentou, mas sim porque vive numa sociedade onde quero que se sinta o mais incluída possível e estas “diferenças” são completamente limitadoras socialmente (e nós que o digamos!).

Na verdade estamos a lutar para que não o sejam e acredito que um dia fará parte de algo que foi ultrapassado. Não por ela mas pela sociedade onde está inserida. Pelo Mundo.

Por isso obrigada a todos os que continuam a acreditar em mim, em nós. Nisto.


Estou a desenvolver conteúdos e a adquirir mais e mais conhecimento para poder chegar a todos os que precisam. Para que este continue a ser o vosso local de conforto porque sim é possível. Para poder dar mais conselhos sustentados e mudar a vida das pessoas.


Para poder tornar a vossa vida mais fácil ( a quem tem ou a quem convive ” com”). Para poder contribuir de alguma forma para que sintam que esta vida faz sentido ser vivida e ser vivida em pleno, seja qual for a nossa condição.


Alguém um dia me disse ” És uma força da natureza!”. E eu acreditei e continuo a acreditar e a fazer tudo o que possa para ajudar cada pessoa a perceber que essa força de natureza existe em todos nós, incluindo a minha filha e a mim mesma.


Mais uma vez, o meu muito obrigada por estarem aí e que me acompanhem até ao fim.

Porque assim e com a vossa companhia, é muito mas muito mais #Easy!

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
af_EasyToLife-14.png
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon